Apresentação

Apresentação

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Liturgia Diária

mesdabibliadomalberto

  • Branco. 2ª-feira da 26ª Semana Tempo Comum 

  • S. Jerônimo, PresbDr, memória
Evangelho - Lc 9,46-50
Aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,46-50
Naquele tempo: 
46Houve entre os discípulos uma discussão, 
para saber qual deles seria o maior. 
47Jesus sabia o que estavam pensando. 
Pegou então uma criança, colocou-a junto de si 
48e disse-lhes: 
'Quem receber esta criança em meu nome, 
estará recebendo a mim. 
E quem me receber, 
estará recebendo aquele que me enviou. 
Pois aquele que entre todos vós for o menor, 
esse é o maior.' 
49João disse a Jesus: 
'Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. 
Mas nós o proibimos, porque não anda conosco.' 
50Jesus disse-lhe: 
'Não o proibais, pois quem não está contra vós, 
está a vosso favor.' 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Zc 8,1-8
Eis que eu vou salvar o meu povo da terra do oriente
e da terra do pôr-do-sol.
Leitura da Profecia de Zacarias 8,1-8
1A palavra do Senhor dos exércitos 
foi manifestada nos seguintes termos: 
2'Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Tomei-me de forte ciúme por Sião, 
consumo-me de zelo ciumento por ela. 
3Isto diz o Senhor: 
Voltei a Sião e habitarei no meio de Jerusalém; 
Jerusalém será chamada Cidade Fiel, 
e o monte do Senhor dos exércitos, Monte Santo. 
4Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Velhos e velhas 
ainda se sentarão nas praças de Jerusalém, 
cada qual com seu bastão na mão, 
devido à idade avançada; 
5as praças da cidade 
se encherão de meninos e meninas 
a brincar em suas praças. 
6Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Se tais cenas parecerem difíceis 
aos olhos do resto do povo, naqueles dias, 
acaso serão também difíceis aos meus olhos? 
- diz o Senhor dos exércitos. 
7Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Eis que eu vou salvar o meu povo da terra do oriente 
e da terra do pôr-do-sol: 
8eu os conduzirei, 
e eles habitarão no meio de Jerusalém; 
serão meu povo 
e eu serei seu Deus, 
em verdade e com justiça. 
Palavra do Senhor.
 
 
Salmo - Sl 101, 16-18. 19-21. 29.22-23 (R. 17)
R. O Senhor edificou Jerusalém,
e apareceu na sua glória!

16As nações respeitarão o vosso nome, * 
e os reis de toda a terra, a vossa glória; 
17quando o Senhor reconstruir Jerusalém * 
e aparecer com gloriosa majestade, 
18ele ouvirá a oração dos oprimidos * 
e não desprezará a sua prece.R.

19Para as futuras gerações se escreva isto, * 
e um povo novo a ser criado louve a Deus. 
20Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, * 
e o Senhor olhou a terra do alto céu, 
21para os gemidos dos cativos escutar * 
e da morte libertar os condenados.R.

29Assim também a geração dos vossos servos + 
terá casa e viverá em segurança, * 
e ante vós se firmará sua descendência. 
22Para que cantem o seu nome em Sião * 
e louve ao Senhor Jerusalém, 
23quando os povos e as nações se reunirem * 
e todos os impérios o servirem.R. 

domingo, 29 de setembro de 2013

Liturgia Diária

 

  • Verde. 26º DOMINGO Tempo Comum 

Evangelho - Lc 16,19-31
Tu recebeste teus bens durante a vida e Lázaro os males;
agora ele encontra aqui consolo e tu és atormentado.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 16,19-31
Naquele tempo, Jesus disse aos fariseus:
19'Havia um homem rico,
que se vestia com roupas finas e elegantes
e fazia festas esplêndidas todos os dias.
20Um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas,
estava no chão à porta do rico.
21Ele queria matar a fome
com as sobras que caíam da mesa do rico.
E, além disso, vinham os cachorros lamber suas feridas.
22Quando o pobre morreu,
os anjos levaram-no para junto de Abraão.
Morreu também o rico e foi enterrado.
23Na região dos mortos, no meio dos tormentos,
o rico levantou os olhos e viu de longe a Abraão,
com Lázaro ao seu lado.
24Então gritou: 'Pai Abraão, tem piedade de mim!
Manda Lázaro molhar a ponta do dedo
para me refrescar a língua,
porque sofro muito nestas chamas'.
25Mas Abraão respondeu: 'Filho, lembra-te
que tu recebeste teus bens durante a vida
e Lázaro, por sua vez, os males.
Agora, porém, ele encontra aqui consolo
e tu és atormentado.
26E, além disso, há um grande abismo entre nós:
por mais que alguém desejasse,
não poderia passar daqui para junto de vós,
e nem os daí poderiam atravessar até nós'.
27O rico insistiu: 'Pai, eu te suplico,
manda Lázaro à casa do meu pai,
28porque eu tenho cinco irmãos.
Manda preveni-los, para que não venham também eles
para este lugar de tormento'.
29Mas Abraão respondeu:
'Eles têm Moisés e os Profetas, que os escutem!'
30O rico insistiu: 'Não, Pai Abraão,
mas se um dos mortos for até eles,
certamente vão se converter'.
31Mas Abraão lhe disse:
`Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas,
eles não acreditarão,
mesmo que alguém ressuscite dos mortos'.'
Palavra da Salvação.
 
1ª Leitura - Am 6,1a.4-7
Agora o bando dos gozadores será desfeito.
Leitura da Profecia de Amós 6,1a.4-7
Assim diz o Senhor todo-poderoso:
1aAi dos que vivem despreocupadamente em Sião,
os que se sentem seguros nas alturas de Samaria!
4Os que dormem em camas de marfim,
deitam-se em almofadas,
comendo cordeiros do rebanho
e novilhos do seu gado;
5os que cantam ao som das harpas,
ou, como Davi, dedilham instrumentos musicais;
6os que bebem vinho em taças,
e se perfumam com os mais finos ungüentos
e não se preocupam com a ruína de José.
7Por isso, eles irão agora
para o desterro, na primeira fila,
e o bando dos gozadores será desfeito.
Palavra do Senhor.
 
2ª Leitura - 1Tm 6,11-16
Guarda o teu mandato até à
manifestação gloriosa do Senhor.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo a Timóteo 6,11-16
11Tu que és um homem de Deus,
foge das coisas perversas,
procura a justiça, a piedade, a fé,
o amor, a firmeza, a mansidão.
12Combate o bom combate da fé,
conquista a vida eterna,
para a qual foste chamado
e pela qual fizeste tua nobre profissão de fé
diante de muitas testemunhas.
13Diante de Deus, que dá a vida a todas as coisas,
e de Cristo Jesus,
que deu o bom testemunho da verdade
perante Pôncio Pilatos, eu te ordeno:
14guarda o teu mandato íntegro e sem mancha até
à manifestação gloriosa de nosso Senhor Jesus Cristo.
15Esta manifestação será feita no tempo oportuno
pelo bendito e único Soberano,
o Rei dos reis e Senhor dos senhores,
16o único que possui a imortalidade
e que habita numa luz inacessível,
que nenhum homem viu, nem pode ver.
A ele, honra e poder eterno. Amém.
Palavra do Senhor.
 
Salmo - Sl 145,7.8-9a.9bc-10 (R.1)
R. Bendize, minh' alma, bendize ao Senhor!

Ou R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.

7O Senhor é fiel para sempre,*
faz justiça aos que são oprimidos;
ele dá alimento aos famintos,*
é o Senhor quem liberta os cativos.R.

8O Senhor abre os olhos aos cegos*
o Senhor faz erguer-se o caído;
o Senhor ama aquele que é justo*
9aÉ o Senhor quem protege o estrangeiro.R.

9bcEle ampara a viúva e o órfão*
mas confunde os caminhos dos maus.
10O Senhor reinará para sempre!
Ó Sião, o teu Deus reinará*
para sempre e por todos os séculos!R.

sábado, 28 de setembro de 2013

Liturgia Diária

  • Verde. Sábado da 25ª Semana Tempo Comum 

Evangelho - Lc 9,43b-45

O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens.
Eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,43b-45
Naquele tempo: 
43bTodos estavam admirados 
com todas as coisas que Jesus fazia. 
Então Jesus disse a seus discípulos: 
44'Prestai bem atenção às palavras que vou dizer: 
O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens.' 
45Mas os discípulos não compreendiam o que Jesus dizia. 
O sentido lhes ficava escondido, 
de modo que não podiam entender; 
e eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto. 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Zc 2,5-9.14-15a
Eis que venho para habitar no meio de ti.
Leitura da Profecia de Zacarias 2,5-9.14-15a
5Levantei os olhos 
e eis que vi um homem com um cordel de medir na mão. 
6Perguntei-lhe: 'Aonde vais?` 
Respondeu-me: 'Vou medir Jerusalém, 
para ver qual é a sua largura e o seu comprimento.` 
7Eis que apareceu o anjo que falava em mim, 
enquanto lhe vinha ao encontro um outro anjo, 
8que lhe disse: 
'Corre a falar com esse moço, dizendo: 
A população de Jerusalém precisa ficar sem muralha, 
em vista da multidão de homens e animais 
que vivem no seu interior. 
9Eu serei para ela, diz o Senhor, 
muralha de fogo ao seu redor, 
e mostrarei minha glória no meio dela. 
14Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, 
eis que venho para habitar no meio de ti, 
diz o Senhor. 
15aMuitas nações se aproximarão do Senhor, naquele dia, 
e serão o seu povo. 
Habitarei no meio de ti. 
Palavra do Senhor.
 
 
Salmo - Jr 31,10. 11-12ab. 13 (R. 10d)
R. O Senhor nos guardará qual pastor a seu rebanho.

10Ouvi, nações, a palavra do Senhor * 
e anunciai-a nas ilhas mais distantes: 
'Quem dispersou Israel, vai congregá-lo, * 
e o guardará qual pastor a seu rebanho!'R.

11Pois, na verdade, o Senhor remiu Jacó * 
e o libertou do poder do prepotente. 
12aVoltarão para o monte de Sião, + 
entre brados e cantos de alegria * 
12bafluirão para as bênçãos do Senhor:R.

13Então a virgem dançará alegremente, * 
também o jovem e o velho exultarão; 
mudarei em alegria o seu luto, * 
serei consolo e conforto após a guerra.R. 

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Liturgia Diária

  • Branco. 6ª-feira da 25ª Semana Tempo Comum 

  • S. Vicente de Paulo, Pb, memória
Evangelho - Lc 9,18-22
Tu és o Cristo de Deus.
O Filho do Homem deve sofrer muito.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,18-22
Aconteceu que, 
18Jesus estava rezando num lugar retirado, 
e os discípulos estavam com ele. 
Então Jesus perguntou-lhes: 
'Quem diz o povo que eu sou?' 
19Eles responderam: 'Uns dizem que és João Batista; 
outros, que és Elias; mas outros acham 
que és algum dos antigos profetas que ressuscitou.' 
20Mas Jesus perguntou: 'E vós, quem dizeis que eu sou?' 
Pedro respondeu: 'O Cristo de Deus.' 
21Mas Jesus proibiu-lhes severamente 
que contassem isso a alguém. 
22E acrescentou: 'O Filho do Homem deve sofrer muito, 
ser rejeitado pelos anciãos, 
pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, 
deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia.' 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Ag 1,15b-2,9
Ainda um momento, e
hei de encher de esplendor esta casa.

Leitura da Profecia de Ageu 1,15b-2,9

15bNo segundo ano do reinado de Dario, 
2,1no dia vinte e um do sétimo mês, 
fez-se ouvir a palavra do Senhor, mediante o profeta Ageu: 
2'Vai dizer a Zorobabel, 
filho de Salatiel, governador de Judá, 
e a Josué, filho de Josedec, sumo sacerdote, 
e ao resto do povo: 
3Há dentre vós algum sobrevivente 
que tenha visto esta casa em seu primitivo esplendor? 
E como a vedes agora? 
Não parece aos vossos olhos uma sombra do que era? 
4Mas agora, toma coragem, Zorobabel, diz o Senhor, 
coragem, Josué, filho de Josedec, sumo sacerdote; 
coragem, povo todo desta terra, 
diz o Senhor dos exércitos; 
ponde mãos à obra, 
pois eu estou convosco, diz o Senhor dos exércitos. 
5Eu assumi um compromisso convosco, 
quando saístes do Egito, 
e meu espírito permaneceu no meio de vós: 
não temais. 
6Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Ainda um momento, 
e eu hei de mover o céu e a terra, 
o mar e a terra firme. 
7Sacudirei todos os povos, 
e começarão a chegar tesouros de todas as nações, 
hei de encher de esplendor esta casa, 
diz o Senhor dos exércitos. 
8Pertence-me a prata, pertence-me o ouro, 
diz o Senhor dos exércitos. 
9O esplendor desta nova casa 
será maior que o da primeira, 
diz o Senhor dos exércitos; 
e, neste lugar, estabelecerei a paz, 
diz o Senhor dos exércitos'. 
Palavra do Senhor.
 
 
Salmo - Sl 42,1. 2. 3. 4. (R. 5bc)
R. Espera em Deus! Louvarei novamente o meu Deus Salvador!

1Fazei justiça, meu Deus, e defendei-me * 
contra a gente impiedosa; 
do homem perverso e mentiroso * 
libertai-me, ó Senhor!R.

2Sois vós o meu Deus e meu refúgio: * 
por que me afastais? 
Por que ando tão triste e abatido * 
pela opressão do inimigo?R.

3Enviai vossa luz, vossa verdade: * 
elas serão o meu guia; 
que me levem ao vosso Monte santo, * 
até a vossa morada!R.

4Então irei aos altares do Senhor, * 
Deus da minha alegria. 
Vosso louvor cantarei, ao som da harpa, * 
meu Senhor e meu Deus!R. 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Liturgia Diária

  • Verde. 5ª-feira da 25ª Semana Tempo Comum 

Evangelho - Lc 9,7-9
Eu mandei degolar João.
Quem é esse homem, sobre quem ouço falar essas coisas?
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,7-9
Naquele tempo: 
7O tetrarca Herodes ouviu falar 
de tudo o que estava acontecendo, 
e ficou perplexo, porque alguns diziam 
que João Batista tinha ressuscitado dos mortos. 
8Outros diziam que Elias tinha aparecido; 
outros ainda, que um dos antigos profetas tinha ressuscitado. 
9Então Herodes disse: 'Eu mandei degolar João. 
Quem é esse homem, sobre quem ouço falar essas coisas?' 
E procurava ver Jesus. 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Ag 1,1-8
Edificai a casa e ela me será aceitável.
Início da Profecia de Ageu 1,1-8
1No segundo ano do reinado de Dario, 
no sexto mês, no primeiro dia, 
foi dirigida a palavra do Senhor, mediante o profeta Ageu, 
a Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, 
e a Josué, filho de Josedec, sumo sacerdote: 
2'Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Este povo diz: 
Ainda não chegou o momento de edificar a casa do Senhor'. 
3A palavra do Senhor foi assim dirigida, 
por intermédio do profeta Ageu: 
4'Acaso para vós é tempo 
de morardes em casas revestidas de lambris, 
enquanto esta casa está em ruínas? 
5Isto diz, agora, o Senhor dos exércitos: 
Considerai, com todo o coração, 
a conjuntura que estais passando: 
6tendes semeado muito, e colhido pouco; 
tendes-vos alimentado, 
e não vos sentis satisfeitos, 
bebeis e não vos embriagais; 
estais vestidos, e não vos aqueceis; 
quem trabalha por salário, 
guarda-o em saco roto. 
7Isto diz o Senhor dos exércitos: 
Considerai, com todo o coração, 
a difícil conjuntura que estais passando: 
8mas subi ao monte, 
trazei madeira e edificai a casa; 
ela me será aceitável, 
nela me glorificarei, diz o Senhor. 
Palavra do Senhor.
 
 
Salmo - Sl 149, 1-2. 3-4. 5-6a.9b (R. 4a)
R. O Senhor ama seu povo de verdade.

Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

1Cantai ao Senhor Deus um canto novo, * 
e o seu louvor na assembléia dos fiéis! 
2Alegre-se Israel em Quem o fez, * 
e Sião se rejubile no seu Rei!R.

3Com danças glorifiquem o seu nome, * 
toquem harpa e tambor em sua honra! 
4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo * 
e coroa com vitória os seus humildes.R.

5Exultem os fiéis por sua glória, * 
e cantando se levantem de seus leitos; 
6acom louvores do Senhor em sua boca * 
9b
eis a glória para todos os seus santos.R. 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Liturgia Diária

  • Verde. 4ª-feira da 25ª Semana Tempo Comum 

Evangelho - Lc 9,1-6
Enviou-os a proclamar o Reino de Deus
e a curar os enfermos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,1-6
Naquele tempo: 
1Jesus convocou os Doze, 
deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios 
e para curar doenças, 
2enviou-os a proclamar o Reino de Deus 
e a curar os enfermos. 
3E disse-lhes: 'Não leveis nada para o caminho: 
nem cajado, nem sacola, nem pão, 
nem dinheiro, nem mesmo duas túnicas. 
4Em qualquer casa onde entrardes, ficai aí; 
e daí é que partireis de novo. 
5Todos aqueles que não vos acolherem, 
ao sairdes daquela cidade, 
sacudi a poeira dos vossos pés, como protesto contra eles.' 
6Os discípulos partiram e percorriam os povoados, 
anunciando a Boa Nova e fazendo curas em todos os lugares. 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Esd 9,5-9
Nosso Deus concedeu-nos um pouco de vida
no meio de nossa servidão.
Leitura do Livro de Esdras 9,5-9

5Na hora da oblação da tarde, 
eu, Esdras, levantei-me da minha prostração. 
E, com as vestes e o manto rasgados, caí de joelhos, 
estendi as mãos para o Senhor, meu Deus. 
6E disse: 'Meu Deus, estou coberto de vergonha e confusão 
ao levantar a minha face para ti, 
porque nossas iniqüidades 
multiplicaram-se acima de nossas cabeças 
e nossas faltas se acumularam até ao céu. 
7Desde os tempos de nossos pais até este dia, 
uma grande culpa pesa sobre nós: 
por causa de nossas iniqüidades, 
nós, nossos reis e nossos sacerdotes, 
fomos entregues às mãos dos reis estrangeiros, 
à espada, ao cativeiro, à pilhagem e à vergonha, 
como acontece ainda hoje. 
8Mas agora, por um breve instante, 
o Senhor nosso Deus concedeu-nos a graça 
de preservar dentre nós um resto, 
e de permitir que nos fixemos em seu lugar santo. 
Assim o nosso Deus deu brilho aos nossos olhos 
e concedeu-nos um pouco de vida no meio de nossa servidão. 
9Pois éramos escravos, 
mas em nossa servidão o nosso Deus não nos abandonou. 
Antes, conseguiu para nós o favor dos reis da Pérsia, 
deu-nos bastante vida 
para podermos reconstruir o templo do nosso Deus 
e restaurar suas ruínas, 
e concedeu-nos um abrigo seguro em Judá e em Jerusalém. 
Palavra do Senhor.

 

Salmo - Tb 13,2. 3-4a. 4bc. 5. 8 (R. 2a)
R. Bendito seja Deus que vive eternamente!

2Vós sois grande, Senhor, para sempre, * 
e vosso reino se estende nos séculos! 
Porque vós castigais e salvais, * 
fazeis descer aos abismos da terra, 
e de lá nos trazeis novamente: * 
de vossa mão nada pode escapar.R.

3Vós que sois de Israel, dai-lhe graças * 
e por entre as nações celebrai-o! 
O Senhor dispersou-vos na terra * 
4apara narrardes sua glória entre os povos,R.

4bE fazê-los saber, para sempre, * 
4cque não há outro Deus além dele.R.

5Castigou-nos por nossos pecados, * 
seu amor haverá de salvar-nos. 
Compreendei o que fez para nós, * 
dai-lhe graças, com todo o respeito!R.

8Bendizei o Senhor, seus eleitos, * 
fazei festa e alegres louvai-o!R.