Apresentação

Apresentação

terça-feira, 22 de julho de 2014

VISITA AOS DOENTES


TEXTO DA FORMAÇÃO PARA OS MINISTROS DIA 12/07/2014
Ir. Roseli Klein IFPCC
ATITUDES QUE PODEM AJUDAR

v  Não fazer cobranças (nem sempre o doente está a fim de responder, respeite)
v  Explore outros assuntos – não foque na doença. Descubra assuntos de interesse da pessoa.
v  Saiba a hora de ir embora – fique atento aos sinais de cansaço.
v  Escute – é mais importante escutar do que falar
v  Se oferecer para fazer algo pela pessoa (“vou ao mercado quer que lhe traga algo?”)
v  Não demonstrar medo ou repugnância
v  Ter muita caridade, demonstrar amor, evitar mentiras, dialogar sobre a fé e a esperança
v  Guardar sigilo do que o doente lhe confiar
v  Rezar com ele, por ele e sua família
v  Mostrar que a comunidade está interessada em sua saúde
v  Mostrar bondade e mansidão
v  Saber compartilhar as lágrimas
v  Não fazer gritaria e barulho em torno do doente
v  Respeitar a dor, não nega-la
v  Dizer: Estou aqui, estou do teu lado
v  Precisas de alguma coisa?
v  Como foi o teu dia? Melhor que ontem?
v  O que te apetece fazer hoje?
v  Como estão a correr as coisas?

CONTRA INDICADO FALAR AOS DOENTES
Ø  Tudo vai ficar bem
Ø  Como nós estamos hoje? (infantilizar)
Ø  Não chora
Ø  Você está ótimo
Ø  Você está péssimo
Ø  Estou rezando para você melhorar (a fé pode estar abalada, fase da revolta)
Ø  Meu tio ... Tinha essa doença
Ø  Basta querer para você melhorar
Ø  Tomou o chazinho que te mandei?
Ø  Está se sentindo cansado? Eu também estou exausto
Ø  Não se preocupe com o seu trabalho
Ø  Pelo menos você pode aproveitar essas férias
Ø  Você deve ter adoecido por causa do estresse. Tente ser mais tranquilo que você vai melhorar
Ø  Agora já passou, vamos falar de outras coisas
Ø  Eu sinto muito por você
Ø  Se alguém consegue enfrentar isso, esse alguém é você
Ø  Deixe-me informado sobre os resultados (invasão)
Ø  Eu faço o que puder para ajudar
Ø  Imagina, suas preocupações são infundadas
Ø  Como é a sensação da quimioterapia? ( curiosidade)
Ø  Estou terrivelmente chateado com a sua condição – não querer confortar um doente com seu próprio sofrimento
Ø  Tenha paciência

VISITA NO HOSPITAL
      Faze-lo no quarto, não nos corredores
      Conversar em voz baixa e assuntos agradáveis
      Não ser visitador repórter
      Ser ouvinte e portador de esperança e vida
      Respeitar o silencio dentro do hospital
      Não sentar na cama do doente
      Não fumar nem levar cigarros para o doente
      Não servir alimentos

      Retirar-se do quarto quando chega o médico ou profissionais para fazer algum procedimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmãos em Cristo, Paz e Bem.
Seu comentário é muito importante para nós...
Muito obrigado pela sua contribuição.
Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!
Paróquia Rede de Comunidades São José