Apresentação

Apresentação

domingo, 31 de agosto de 2014

Elo Comunitário - Setembro 2014

Caros leitores!
Com alegria trazemos até você o informativo da Paróquia Rede de Comunidades do mês de setembro.
Confira a programação do mês, notícias, artigos e muito mais!
Clique aqui para acessar e baixar o Elo Comunitário!


sábado, 30 de agosto de 2014

Leitura Orante - 22º Domingo do Tempo Comum - 31.08.2014

Reze a liturgia do próximo domingo (31/08) em sintonia com toda a Igreja, através da Leitura Orante.
Para acessar e baixar a Leitura Orante clique aqui!

sábado, 23 de agosto de 2014

Leitura Orante - 21º Domingo do Tempo Comum - 24.08.2014

Reze a liturgia do próximo domingo (24/08) em sintonia com toda a Igreja, através da Leitura Orante.
Para acessar e baixar a Leitura Orante clique aqui!

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

VEM POR AÍ....

ENCONTRO DOS CRISMANDOS
Acontecerá no dia 24 de agosto, na Comunidade Santa Rita de Cássia, com início às 9h e término às 17h. Participarão crismandos da nossa Rede e das Paróquias São Francisco e Santa Clara, de Porto Alegre. O evento é coordenado pelo SAV da Rede e dos FREIS FRANCISCANOS e terá assessoria do Frei Blásio Kummer e os freis noviços Guilherme Vinícius, Guilherme e Rômulo.São esperados em torno de 60 jovens com seus catequistas.
CATEQUESE PARA ADULTOS
Estão abertas as inscrições para a catequese de adultos, tanto para a primeira eucaristia como para crisma. Os interessados devem ter mais que 18 anos. Os encontros acontecerão num dia do mês. Serão de em torno de duas horas. Haverá sempre uma atividade extra para a participação. A catequese inicia no mês de setembro. Haverá 4 encontros este ano e mais dois no ano que vem. Informações e inscrições pelo telefone 34977741
ECC
Acontecerá nos dias 29 a 31 de agosto a primeira etapa do Encontro de Casais com Cristo. O evento está sendo organizado pelo grupo dos cinco. Inscrições e informações na secretaria pelo telefone 34977741 e/ou com o casal fixa Paulo César e Vera pelo telefone 51 95660286
CURSO DE NOIVOS
No dia 26 de outubro de 2014, no horário das 8h às 16h acontecerá o curso de noivos aqui na nossa Paróquia Rede de Comunidades. O evento terá por sede o Centro de Pastoral e Solidariedade situado à Rua Antonio Ficagna, 419 - MVI. O custo será de R$ 40,00 por casal. 


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO

SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA
Queridas famílias brasileiras,
Guardando vivas no coração as alegrias que me foram proporcionadas durante a recente visita ao Brasil, me sinto feliz em saudá-las por ocasião da Semana Nacional da Família, cujo tema é “A transmissão e a educação da fé cristã na família”, encorajando os pais nessa nobre e exigente missão que possuem de ser os primeiros colaboradores de Deus na orientação fundamental da existência e a segurança de um bom futuro. Para isso, “é importante que os pais cultivem as práticas comuns de fé na família, que acompanhem o amadurecimento de fé dos filhos” (Carta Enc. Lúmem Fidei, 53). Neste sentido, os pais são chamados a transmitir, tanto por palavras como, sobretudo pelas obras, as verdades fundamentais sobre a vida e o amor humano, que recebem uma nova luz da Revelação de Deus. De modo particular, diante da cultura do descartável, que relativiza o valor da vida humana, os pais são chamados a transmitir aos seus filhos a consciência de que esta deva sempre ser defendida, já desde o ventre materno, reconhecendo ali um dom de Deus e garantia do futuro da humanidade, mas também na atenção aos mais velhos, especialmente aos avós, que são a memória viva de um povo e transmissores da sabedoria da vida. Fazendo votos de que vocês, queridas famílias brasileiras, sejam o mais convincentes arautos da beleza do amor sustentado e alimentado pela fé e como penhor de graças do Alto, pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida, a todos concedo a Benção Apostólica.
Francisco

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

REDE NEWS

VOLTANDO...
Depois de um período "estacionado" o nosso site, a partir de hoje, estará sendo atualizado com mais regularidade. Pedimos desculpas aos que costumam acessar nossa página. Para visualizar mais fotos sobre os eventos acesse https://www.facebook.com/redesaojose
SANTA CLARA CELEBRA PADROEIRA
Durante a última semana a Comunidade Santa Clara viveu intensamente os festejos em honra a sua padroeira. Os preparativos iniciaram há muito tempo. Nos dias 13, 14 e 15 de agosto, sempre às 20h, aconteceram os tríduos. No sábado os preparativos mais próximos e no domingo bonita procissão e missa, momento onde também foi abençoada a nova imagem de Santa Clara, em tamanho maior, adquirida com o lucro do chá do dia das mães. Muitas pessoas participaram. Seguiram-se os festejos durante todo o dia. A comunidade agradece a participação e a colaboração de todos nesse eventos.
NOSSA LINDA JUVENTUDE...

No sábado, dia 16 de agosto, às 19, na Comunidade Santa Rita, os jovens do Grupo JAC coordenaram e animaram a missa. Com sua alegria, música, inclusive com uso da bateria, e muita devoção, solenizaram o momento da solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Destaque mereceu o momento de ação de graças quando foi trazida a imagem de Nossa Senhora pelos jovens e ornamentada com flores trazidas pelos seus pais.
BATIZADOS NA REDE

Nas comunidades Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Santa Rita no domingo dia 17 de agosto aconteceu o batizado de várias crianças. Frei João Carlos presidiu as celebrações. 






 ROMARIA VOCACIONAL

Motivado pelos Serviço de Animação Vocacional da nossa paróquia, várias lideranças e muitos jovens (entre estes vários crismandos) participaram, no domingo dia 17 de agosto, da Romaria Vocacional. A procissão iniciou na Paróquia Nossa Senhora dos Anjos e seguiu até o Seminário São José, onde foi celebrada missa presidida por Dom Jaime Spengler.








domingo, 10 de agosto de 2014

MENSAGEM DO DIA DO PADRE (Segunda Parte)

Dom Frei João Inácio Müller, bispo de Lorena/SP
Dom Roberto Paz, em Homilia partilhada, escreve: Que alegria encontrar-se com um Padre que, entusiasmado, nos coloca na perspectiva do Reino, que nos fascina com as Palavras de Cristo e nos oferece o próprio Cristo na Eucaristia. Que sempre tem tempo para uma conversa, para curar as nossas feridas e nos dar o perdão em nome de Deus. Um irmão entre os irmãos e Pai para todos/as, especialmente dos pobres e desamparados, dos quais ele é o advogado, amigo e defensor incondicional. Num mundo frio, calculista, e líquido temos num Padre a pessoa cujo coração bate em sintonia ao Coração de Jesus, sentimos perto dele o bálsamo e o óleo da misericórdia, da compaixão e do amor que sempre acolhe.
Penso e digo a todos nós que aqui estamos: é uma grandiosa aventura e uma maravilha única ser Padre. Hoje, juntos, subimos à Fonte, ao nosso amor primeiro, Àquele que nos chamou, Àquele que amamos e por quem estamos apaixonados. Viemos celebrar, dialogar com Jesus, contemplar o Pastor para sermos pastores do jeito que Ele foi Pastor. Lembra Papa Francisco, falando a Sacerdotes: Sejam pastores, como Jesus pediu a Pedro: 'Apascenta minhas ovelhas'. "Não existe glória nem majestade para um pastor consagrado a Jesus", observou o Papa. Também somos frágeis: "Se nós perdemos o caminho e não sabemos como responder ao amor, não sabemos como ser pastores, não sabemos responder ou não temos a certeza de que o Senhor não nos deixará sozinhos nos piores momentos da vida, na hora da doença Ele nos diz: Segue-me. Esta é a nossa certeza. Nas pegadas de Jesus, nesta estrada: segue-me."
Martini, em seu livrinho O Bispo, pergunta: que perfil deveria ter hoje um bispo? Creio que as indicações de resposta podem ser atribuídas também ao Presbítero. Na ordem de valores, assim Martini elenca:
1. Em primeiro lugar a Integridade. É preciso ser pessoa íntegra e honesta.
2. Uma segunda característica é a Lealdade. Homens capazes de dizer a verdade, capazes de não mentir jamais, por motivo algum.
3. Terceira característica: a paciência.

4. Ser pessoa de misericórdia. E termina dizendo: gostaria ainda de acrescentar a boa educação, a doçura no trato, a firmeza paterna, o amor pelo belo e por suas formas. Nada de ser um Autômato, rígido e todo segura em suas respostas. Que seja humilde e busque as respostas. Que saiba rir de si e de suas fragilidades. Tudo isso só será alcançado colocando no centro de tudo o Evangelho de Jesus Cristo.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Leitura Orante - 19º Domingo do Tempo Comum - 10.08.2014

Reze a liturgia do próximo domingo (10/08) em sintonia com toda a Igreja, através da Leitura Orante.
Para acessar e baixar a Leitura Orante clique aqui!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

REDE NEWS...

AGOSTO - MÊS VOCACIONAL
Agosto é o mês dedicado para lembrar, de modo especial, as vocações. Graças ao bonito trabalho desenvolvido e planejado pela nossa equipe do SAV, várias atividades estão sendo organizadas. Em nossas comunidades já estamos rezando, em todas as celebrações, a oração pelas vocações. Como Igreja refletiremos sobre o tema: Ide e anunciai (cf Mt 11,4b). Em todas as nossas comunidades já está o cartaz vocacional e também existe material para a catequese e encontros para grupos. 
 DISTRIBUIÇÃO COBERTORES
A pastoral da criança, em conjunto com o nosso banco de alimentos, e graças ao auxílio de amigos e benfeitores promoveu, no dia 04, segunda-feira, e entrega das sacolas com alimentos para as famílias que estão sendo acompanhadas. Nesse momento e nas celebrações da vida, entregamos mais de trinta cobertores, que nos foram doados. Seguem as fotos da entrega dos cobertores na comunidade Santa Clara

NA COROA DA MÃE APARECIDA
Frei Paulo Múller, durante o seu período de férias, ao visitar Aparecida do Norte/SP, participou, no dia 01 de agosto, do TERÇO DE APARECIDA, momento em que aproveitou para colocar aos pés da Padroeira do Brasil as intenções de todos os paroquianos e também a edição 200 do nosso Elo Comunitário. 




Agosto, mês das vocações

Mês Vocacional desenhoPara alguns, agosto é um mês de que se cuidar, pois ele seria nefasto... Mas para os participantes assíduos da comunidade católica, agosto, além de ser um mês abençoado como todos os demais, é desde 1981 o mês vocacional. 

Por que tamanha importância dada ao tema vocação? Porque a vocação é o início de tudo. Quando ouvimos ou usamos a palavra vocação, logo a entendemos num sentido bastante vago e geral, como sendo uma inclinação, um talento, uma qualidade que determina uma pessoa para uma determinada profissão, por exemplo, vocação de pedreiro, de mãe, de médico. 

E nessa compreensão também a vocação de sacerdote, de esposos, de leigos cristãos. Essa compreensão, porém, não ajuda muito no bom entendimento do que seja vocação quando nós, na Igreja, usamos essa palavra.

Vocação, em sentido mais preciso, é um chamamento, uma convocação vinda direta-mente sobre mim, endereçada à minha pessoa, a partir da pessoa de Jesus Cristo, convocando-me a uma ligação toda própria e única com Ele, a segui-lo, (cf. Mc 2,14). Vocação, portanto, significa que anterior a nós há um chamado, uma escolha pessoal que vem de Jesus Cristo, a quem seguimos com total empenho, como afirma São Paulo na Carta aos Romanos: "Eu, Paulo, servo de Jesus Cristo, apóstolo por vocação, escolhido para o Evangelho de Deus." (Rom 1, 1)

Vocação é chamado e resposta. É uma semente divina ligada a um sim humano. Nem a percepção do chamado, nem a resposta a ele são tão fáceis e tão "naturais". Exigem afinação ao divino e elaboração de si mesmo, sem as quais não há vocação verdadeira e real.

Essa escolha pessoal, de amor, é concretizada de uma forma bem objetiva no Sacramento do Batismo, que por isso se torna fundamento e fonte de todas as vocações. É neste chão fértil, carregado de húmus divino, regado pelo sangue de Jesus, que brotam as vocações específicas, aquelas que cabem diferentemente a cada um. Algumas delas são mais usuais e comuns, como a de casal cristão, de leigo cristão, de catequista, de animador da caridade na comunidade. 

Outras são definidas pela Igreja como vocações de "singular consagração a Deus", por serem menos usuais, mas igualmente exigentes e mais radicais no processo de seguimento de Jesus: são as vocações de sacerdote, de diácono, de religioso, de religiosa.

As vocações mais usuais são cultivadas em nossas comunidades eclesiais. As de "singular consagração a Deus" são cultivadas em comunidades eclesiais especiais, como nossos seminários.

O mês vocacional quer nos chamar à reflexão para a importância da nossa vocação, descobrindo nosso papel e nosso compromisso com a Igreja e a sociedade. Reflexão que deve nos levar à ação, vivenciando no dia-a-dia o chamado que o Pai nos faz. Que a celebração do mês vocacional nos traga as bênçãos do Pai para vivermos a nossa vocação sacerdotal, diaconal, religiosa ou leiga. Todas elas são importantes e indispensáveis. Todas elas levam à perfeição da caridade, que é a essência da vocação universal à santidade.

E no domingo de agosto, quando refletimos sobre a vocação leiga, somos convidados a homenagear nossos catequistas, aquelas pessoas que, num testemunho de fé e generosidade, dedicam-se ao sublime ministério de transmitir as verdades divinas a nossas crianças, adolescentes e jovens.

Dom Fernando Mason
Bispo Diocesano de Piracicaba

(Fonte)

terça-feira, 5 de agosto de 2014

MENSAGEM DO DIA DO PADRE

    SOMOS AMADOS ESCOLHIDOS POR DEUS PARA SERMOS PASTORES
Parte 1
Dom Frei João Inácio Müller, bispo de Lorena/SP
Sobre o texto do Evangelho de Mateus: as tradições parecem muitas vezes mais importantes do que a Tradição, a Revelação, o Evangelho. Na aparência, guardam o essencial; na essência, são subterfúgios humanos, concessões ao que é relativo, justificativa para não se abrir ao Transcendente, ao Sempre Maior, ao Novo. Jesus experimentou isso.
Celebramos, hoje, entre nós, o Dia do Padre, fazendo Memória do santo Cura d’Ars, apontado como modelo do clero paroquial, por Pio XI, em 1925, por ocasião da sua canonização. “O Sacerdote é o amor do coração de Jesus”, lembrava São João Maria Vianney. Belo isso.
Cada um de nós recorda da sua infância e do desabrochar vocacional. Deus foi chamando: “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi”. Nosso Papa Francisco recomenda exatamente isso: que nunca percamos a memória da nossa primeira vocação, fomos escolhidos para este Ministério. Ser chamado por Deus é predileção. O Senhor chama os que ele quer. Chama para privar com Ele, ficar próximo a Ele, conviver com Ele, ser constituído discípulo e Apóstolo para ir no lugar Dele, em Seu nome, para onde Ele mesmo deveria ir. E Nosso Senhor envia como o Pai enviou e envia: confiança total. Por isso constitui e potencializa: “recebei o Espírito Santo”.
Creio que cada um de nós teve momentos de dúvida, de objeção ou de medos, ou mesmo de alguma infidelidade. Diria, isso foi normal nos chamados por Cristo. É normal também a busca por fidelidade e resposta pronta e consistente, alegre e disponível, de total entrega, a exemplo do Mestre: “Pai, não a minha vontade, mas a tua”. “Meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”. A humildade cotidiana acompanhava Jesus: “o Filho não pode fazer nada por sua própria conta; ele faz apenas o que vê o Pai fazer. O que o Pai faz, o Filho também faz. O Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz”. Nós fomos e somos atraídos para esta dinâmica: somos os íntimos de Deus, chamados a participar da intimidade do Filho e da sua obra.
É belo e comprometedor o que Jesus disse a Filipe: “Filipe, que me viu, viu o Pai”. Quem nos vê, que veja o Pai e o seu Filho bendito. Bela e nobre esta vocação e missão: ser transparência de Jesus Cristo. Somente isso e nada mais. Podemos nos sentir inadequados perante a grandeza da missão recebida. A objeção encontra resposta e superação no encorajamento de Deus a “não temer” e na promessa de que o próprio Senhor acompanhará e assistirá o Seu enviado e ungido. O Senhor elege, constitui, envia e acompanha. A missão é Dele.
É belo deixar tudo para se entregar a serviço de Deus! É a mais bela resposta de amor que alguém pode dar ao amor Daquele que morreu por nós, o sacerdote Maior: NSJC. Ao entregar-se nas mãos de Deus, como instrumento, disponível Nele, como e onde ele quiser, o Padre vai sendo conformado a Cristo, que entregou a sua vida por amor ao que é do Pai. Isto é vocação. JPII dizia que “vocação é o olhar carinhoso de Deus sobre cada pessoa”. E nós temos a graça de viver, no Sacerdócio, uma resposta agradecida a Deus por este olhar carinhoso. É como que dar de volta o que recebemos; dar de volta multiplicado, com generosidade, liberdade e alegria.

sábado, 2 de agosto de 2014

Leitura Orante - 18º Domingo do Tempo Comum - 03.08.2014

Reze a liturgia do próximo domingo (03/08) em sintonia com toda a Igreja, através da Leitura Orante.
Para acessar e baixar a Leitura Orante clique aqui!