Apresentação

Apresentação

sábado, 28 de maio de 2016

A CRISE: TEMPO DE CRIAR



            Vivemos um mundo com mudanças e desafios. O que é certo, é que no momento de crise que floresce a criatividade e a alternativa.
            Somos fruto de um mundo onde o futuro era semi previsto. Havia um ciclo previsível da vida. Grandes paradigmas eram fundamentais para nortear a economia, a pesquisa, a religião, a família, a convivência e a política.
            A nossa mente está além do nosso tempo real. Pois existem pesquisas que se tornarão reais num futuro talvez distante ou um passado que não houve. Frustrados, pelos sonhos que falharam com nossos pais e avós, vêem no presente uma ameaça e contradição com aquilo que era tido como certo e verdadeiro. Mas chegando aqui, continuamos a projetar um mundo futuro melhor amanha. Os sonhos são o combustível para continuar a luta hoje.
            Crises sempre houve na História. Há aqueles que a vivem na política, economia, religião, comunicação, relação e política, como muito temor. “Se perguntam: Seria agora o fim da humanidade? Teria deus abandonado a Sua criação?”
            Contudo, há aqueles, especialmente os jovens, que alimentam sonhos e perspectivas para amanha. Isso porque a nova geração já nasceu neste novo contexto.
            O mundo da política vive crises de desconfiança. Manipulações que não ficam submersas ou abafadas. A mídia manipula noticias e verdades. Contudo ajuda a despertar de um coma, onde se ingere o que não se quer. É o fim. Não nos alimentamos sem ‘mastigar’. Sempre tem opções justas, verdadeiras e cristãs, para quem pensa diferente. O povo já anda a passos largos na contramão da manipulação.
            O passado já era. Mas podemos olhar para ele com gratidão e amor. Repetir o que foi bom e evitando o que não acrescentou com a humanidade e com a vontade do Criador. O presente. Já é passado. Temos o futuro, que aguarda uma geração menos interessada com o capital e mais preocupada com o humano. Que saiba amar mais do que usar. Compreender do que dominar. Crer, do que racionalizar. Abraçar do que digitar. Acolher, do que julgar e condenar.
            O mundo é aquilo que nós dele fizermos. Não foram os de ontem, nem serão os de amanha que mudarão a nossa história, somos nós, eu e você. Somos criaturas de Deus. Ele nos fez assim porque ama seu Filho. Ama da mesma forma cada um de nós, criados a sua imagem e semelhança. Está é mais uma oportunidade de amar quem e aquilo que foi criado, igual a mim e ao meu redor. Na crise recrie em sintonia do Criador, o amor, a fraternidade, amizade, família, todas as maravilhas de Deus.

 Jorge Luis Huppes - aspirante franciscano

s.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmãos em Cristo, Paz e Bem.
Seu comentário é muito importante para nós...
Muito obrigado pela sua contribuição.
Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!
Paróquia Rede de Comunidades São José