Apresentação

Apresentação

domingo, 15 de maio de 2016

HOMENAGEM 10 ANOS - DISCURSO DO FREI PAULO - PARTE 1

Eis o discurso feito por Frei Paulo Eduardo Müller - pároco - no dia 12 de maio de 2016, dia em que a Paróquia foi homenagem pela câmara de vereadores. A partir inicial das saudações foi omitida.  E por se tratar de um texto extenso será publicado em duas  partes: a primeira parte - mais histórica e a segunda parte mais do momento atual. Segue o texto da primeira parte


Nossa Paróquia está muito feliz em CELEBRAR O JUBILEU. No dia 24 de fevereiro deste ano comemoramos 10 anos de Paróquia Rede de Comunidades São José, que foi desmembrada da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, a qual devemos a nossa eterna gratidão. No próximo ano, dia 08 de março, estaremos celebrando 25 anos da presença dos Freis Franciscanos aqui nestas terras. Como Igreja estamos celebrando o JUBILEU DO ANO DA MISERICÓRDIA, numa grande iniciativa do nosso querido Papa Francisco. Como Franciscanos do RS estamos celebrando os 50 anos de autonomia da nossa Província São Francisco de Assis, ou seja, a nossa independência da entidade mãe, a Província Santa Cruz, de Minas Gerais. E celebrar o JUBILEU é um grito de alegria, de gratidão, de celebração e de reconhecimento pelas graças recebidas de Deus. E também momento para olhar a história e se lançar, confiante, no caminho que nos é proposto.
Creio que o momento, o dia, a semana, em que está acontecendo esta homenagem foi escolhido de  maneira especial. Estamos na SEMANA DA UNIDADE DOS CRISTÃOS, queremos congregar e somar com as diferentes formas crer e de viver a fé; na semana de PENTECOSTES, a vinda do ESPÍRITO SANTO queremos abrir-nos para que o Espírito nos ilumine e conduza; num momento em que se vive no país cenário político de mudanças, queremos ajudar a construir esta mudança a partir dos nossos referenciais de vida comunitária, em Rede, a partir dos valores do Evangelho, na solidariedade com todos e procurando construir alternativas para que “todos tenham vida, e vida em abundância”  (Jo 10,10)
Este chão sagrado da Morada do Vale começou a ser mais habitado duns 50 anos até hoje. Eram pessoas que vinham do interior do nosso estado e de Santa Catarina, principalmente, e de vários outros lugares, onde residindo aqui e trabalhando em Porto Alegre, traziam o seu jeito, a sua cultura, a sua religião. Começaram a se formar comunidades. Primeiro a Perpétuo Socorro (Àguas Claras), depois a Santa Rita (MVI) e a São Miguel (MVII) e posteriormente a Comunidade Santa Clara (MVIII). São Francisco (Tom Jobim), a Imaculada Conceição, na MVI e a Comunidade São João. Em todas elas temos alguma presença de evangelização.
Procurando ser Fraternidade inserida no mundo do trabalho, no ano de 1992, os Freis Franciscanos vieram residir aqui na Morada do Vale. Convivendo com as comunidades e partilhando a forma de vida de São Francisco de Assis. Inseriram-se na caminha pastoral das comunidades e se tornaram próximos da vida das famílias e ajudaram a suprir e a buscar alternativas para as necessidades das comunidades, dando atenção especial para o trabalho na área social, voltado para os mais excluídos. No decorrer da caminhada foi criado, no ano de 1996, o nosso Jornal Elo Comunitário, que neste ano comemora 20 anos. Ele é a memória desta nossa Igreja que é viva e atuante.
Como povo peregrino e missionário, com o olhar de esperança e na confiança do Espírito, eis que no dia 24 de fevereiro de 2006 é criada a Paróquia, sendo a mesma instituída no dia 19 de março do corrente ano, dia da festa de São José. Em artigo publicado na edição n° 110 – março de 2006 do jornal paroquial Elo Comunitário, Frei Flávio Guerra, primeiro pároco, escreve: “Com o passar do tempo os freis, em combinação com as comunidades, batizaram-nas com o nome de Rede de Comunidades do Vale. O nome de Rede vem de uma nova visão de paróquia que surgiu em um encontro dos bispos latino-americanos, em 1991. Rede tem um significado muito importante: espírito de entreajuda, de colaboração, de solidariedade, de comunhão entre as comunidades. Um espírito que não admite competitividade e a concorrência. Um espírito de igualdade e fraternidade em relação a todas as comunidades.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmãos em Cristo, Paz e Bem.
Seu comentário é muito importante para nós...
Muito obrigado pela sua contribuição.
Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!
Paróquia Rede de Comunidades São José