Apresentação

Apresentação

terça-feira, 26 de julho de 2016

AMORIS LAETITIA CAP. 2 - PARTE FINAL

Os números 50 ao 57 de Amoris Laetitia, parte final do capítulo 2 falam de alguns desafios das FAMÍLIAS, a saber:
- EDUCAÇÃO: Muitos pais chegam cansados e sem vontade para conversar; em muitas famílias as refeições não são conjuntas. Existe maior preocupar em garantir o futuro do que viver o presente (50);
- TOXICODEPENDÊNCIA: Muita ruptura por causa do uso das drogas e do álcool. (51);
- POUCA VALORIZAÇÃO AO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO: "Já não se adverte claramente que só a união exclusiva e indissolúvel entre um homem e uma mulher realiza a função social plena, por ser um compromisso estável e tornar possível a fecundidade". (52);
- DESCONSTRUÇÃO DA FAMÍLIA: Em muitos países é permitida a poligamia e outras formas de união apoiadas no paradigma da autonomia da vontade. (53);
- POUCO RECONHECIMENTO DOS DIREITOS DA MULHER: Ainda impera forte uma sociedade e cultura machista. A Igreja condena estas atitudes como também o feminismo. (54);
- AUSÊNCIA DO PAI: "A ausência do pai marca gravemente a vida familiar, a educação dos filhos e a sua inserção na sociedade. A ausência pode ser física, afetiva, cognitiva e espiritual." (55);
- IDEOLOGIA GENDER: Defende que devemos respeitar a forma como fomos criados, ou seja, homem e mulher. Ninguém deve pode escolher o que quer ser. "Não caiamos no pecado de pretender substituir-nos ao Criador". (56);

-MENTALIDADE NEGATIVA: "Os grandes valores do matrimônio e da família cristã correspondem à busca que atravessa a existência humana. (57);


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmãos em Cristo, Paz e Bem.
Seu comentário é muito importante para nós...
Muito obrigado pela sua contribuição.
Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!
Paróquia Rede de Comunidades São José