Apresentação

Apresentação

terça-feira, 4 de outubro de 2016

DESPRENDIMENTO, PERDÃO E ALEGRIA

Continuando a publicar o conteúdo de Amoris Laetitia vamos refletir sobre as três palavras DESPRENDIMENTO, PERDÃO E ALEGRIA, conforme o nosso itinerário do capítulo IV.
"Deve-se evitar dar prioridade ao amor a si mesmo, como se fosse mais nobre do que o dom de si aos outros". (101);
"O amor pode superar a justiça e transbordar gratuitamente, sem esperar coisa alguma em troca". (102);
"Alimentar essa agressividade íntima (..) serve apenas para nos adoentar, acabando por nos isolar". (103);
"Por isso nunca se deve terminar o dia sem fazer as pazes na família". (104);
"... o perdão fundado em uma atitude positiva que procura compreender a fraqueza alheia e encontrar desculpas para a outra pessoa". (105);
"A comunhão familiar só pode ser conservada e aperfeiçoada com grande espírito de sacrifício". (106);
"Para se poder perdoar , precisamos passar pela experiência libertadora  de nos compreendermos e perdoarmos a nós mesmos". (107);
"A vida da família que não se orientar a partir dos princípios do amor e da misericórdia torna-se permanentemente lugar de tensão e castigo". (cfr 108);
"É uma atitude venenosa de quem, ao ver alguém ser alvo de injustiça, se alegra." (109);
"A família deve ser sempre o lugar em que uma pessoa que conquista algo de bom na vida, sabe que vão se alegrar com ela". (110).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmãos em Cristo, Paz e Bem.
Seu comentário é muito importante para nós...
Muito obrigado pela sua contribuição.
Que Deus lhe abençoe hoje e sempre!
Paróquia Rede de Comunidades São José